Prejuízos da água não filtrada

Os problemas ocasionados pela ingestão de água contaminada ou não filtrada vão muito além do que você imagina. E o pior: boa parte dos problemas não são detectados de imediato e podem, em longo prazo, causar muitos danos ao seu corpo.  Doenças como diarreia, febre tifoide, hepatite A, leptospirose e infecções intestinais são apenas alguns exemplos do que pode estar escondido em um simples copo de água.

Essas doenças são especialmente perigosas para crianças, uma vez que são responsáveis por quase 60% da mortalidade infantil no mundo, principalmente em países em desenvolvimento e que não possuem uma rede adequada de tratamento de água e esgoto.  Elas ocorrem porque alguns microrganismos conseguem se desenvolver na água e devido ao alto grau de poluição do planeta, até mesmo fontes cristalinas podem conter algum tipo de bactéria, parasita ou vírus.

E não pense que toda água não tratada é fácil de ser reconhecida. Nem todos os problemas são ocasionados por diferenças visíveis, como cor diferente, gosto ruim ou cheiro estranho. Por vezes, a contaminação pode estar escondida em um copo d’água que, a olho nu, pode parecer límpido e fresco.

OS PRINCIPAIS POLUENTES:

1. Poluição sedimentar

É o acúmulo de partículas em suspensão. Os sedimentos são o tipo de poluição mais comum nos corpos d'água. Esses sedimentos também podem ser provenientes de produtos químicos insolúveis que absorvem e concentram os poluentes biológicos e químicos, com potencial para prejudicar a saúde de boa parte dos seres vivos.

2. Poluição biológica

Esse tipo de poluição ocorre com a introdução de detritos orgânicos lançados geralmente por esgotos domésticos e industriais, que podem ser direcionados diretamente em bacias de captação ou podem se infiltrar nos solos, atingindo lençóis freáticos.

Esses detritos também estão cheios de micro-organismos patogênicos, como as bactérias, vírus e protozoários, provenientes principalmente dos resíduos humanos. Como consequências estão as diversas doenças que podem ser transmitidas aos humanos e aos animais, tais como leptospirose, amebíase, febre tifoide, diarreia, cólera e hepatites.

3. Poluição química

É a contaminação ambiental gerada por produtos químicos que acabam tendo como destino os corpos hídricos. Ela pode ser intencional ou acidental. A primeira forma é a mais comum, pois muitas indústrias despejam produtos químicos em rios, lagos ou na rede de esgoto, sem o tratamento adequado.

É comum também a ocorrência de poluição na zona rural através da contaminação por uso de agrotóxicos. Os efeitos desse tipo de poluição são cumulativos e podem levar anos para serem sentidos.

Um dos maiores problemas com a poluição química é sua dificuldade de descontaminação, pois esse processo tem um alto custo e, na maioria das vezes, é demorado. Alguns terrenos contaminados por produtos químicos ficam inutilizados por décadas.

COMO EVITAR ÁGUA NÃO FILTRADA

E para evitar que sua saúde ou a de alguém que você ama possa ser prejudicada a longo prazo por uma dessas doenças, o melhor é garantir que a água que vocês estão consumindo seja ideal para ser consumida. Mas como fazer isso?  O melhor caminho é a instalação de um filtro ou um purificador para sua residência.

Nesse contexto, os equipamentos que utilizam carvão ativado em sua composição são as melhores escolhas. Capazes de realizar a adsorção das partículas de uma vasta gama de elementos prejudiciais ao corpo, sua presença garante o consumo de uma água sempre limpa e fresca.